The Bibliophile Club | O mês de Março e um desafio para vocês

28.2.19



O nosso clube literário continua a funcionar da melhor forma possível. The Bibliophile Club conta já com mais de 130 pessoas no grupo oficial do Facebook, um número que eu ainda questiono por achar quase impossível haver tanta gente interessada e disposta a aderir. É lá que nós anunciamos de antemão os temas de cada mês e, com Março à porta, já sabemos o que é que vamos ler. 



Março é um mês que dedico sempre à mulher. Regra geral, celebro o Dia da Mulher no dia 8, não só por tudo aquilo que o sexo feminino já conquistou, mas também pela promessa de chegar a tudo o que ainda é necessário conquistar. Assim, não é surpresa nenhuma anunciar que o tema de Março é dedicado às mulheres. Para nós, nada mais faria sentido nesta altura do que uma categoria onde pudéssemos celebrar aquilo que é ser mulher também na literatura. 

Deste modo, nós as três - eu, a Sofia e a Lyne - convidamos os integrantes do nosso grupo literário a lerem livros escritos por mulheres ou sobre mulheres. Não há muito que explicar aqui, não é verdade? Agarrem-se a uma autora que sempre quiseram ler, àquele livro feminista que vos anda a piscar o olho há meses ou simplesmente a uma história apelativa que se centre no sexo feminino. A escolha, mais uma vez, é totalmente vossa. 

Aqui em casa, acho que vou finalmente dar uso a um livro que comprei há anos mas que nunca tive vontade de ler por ser um tanto... Enorme. Americanah (2013), de Chimamanda Ngozi Adichie, uma obra que eu comprei na Feira do Livro de Lisboa de 2016 - como podem ver, na era dos dinossauros - e que me chamou a atenção por várias razões: 
  1. A autora é um dos símbolos mais conhecidos do feminismo contemporâneo com o discurso brutal que fez para uma Ted Talk em 2013, "We should all be feminists";
  2. O livro escolhido em específico aborda a cultura nigeriana e o que significa ser uma pessoa de cor na sociedade, independentemente do sucesso académico e/ou económico;
  3. Só por si, Americanah também está listado no género feminista ao mesmo tempo que explora um romance entre duas personagens, Ifemelu e Obinze. 
Se quiserem mais informações sobre o livro, podem ver na Goodreads.

Editora: Publicações Dom Quixote, LeYa
Páginas: 714
Português: Wook*
Inglês: Book Depository*



Um desafio sobre as mulheres da vossa vida 


Por último, e porque pertencer a um clube literário não é só ler livros... Está bem, na grande maioria das vezes é só ler livros. Contudo, nós queremos fugir ao normativo e achamos que interagir de formas únicas e diferentes também é importante! Deste modo, juntamente com a leitura deste mês, gostávamos que vocês reflectissem sobre as mulheres da vossa vida. 

Se são bloggers, podem incluir esta reflexão na vossa publicação sobre o livro do mês. Ou não. Pode ser um texto aparte, pode ser 2 em 1 como a bela promoção das feiras e mercados mensais, não interessa. Se não são bloggers, aproveitem-se das plataformas que têm disponíveis para os partilharem connosco. Facebook? Têm o grupo. Instagram? A nossa hashtag #TheBibliophileClub está lá para vos ajudar. Hotel? Trivago. O que é realmente importante é honrarem o que é ser mulher de uma forma diferente, especial e bonita. Divirtam-se. Sejam criativos. Estou a divagar. 

Mais uma vez, espero que tenham gostado do tema e deste novo desafio que vos lançamos. Quaisquer questões, sugestões ou problemas que tenham, é só falar connosco em qualquer uma das nossas redes sociais. Bom mês de Março e boas leituras! :)

* Este post contém links de afiliados. Ao adquirirem este livro através dos links fornecidos, estão a contribuir para o crescimento do blogue! 





Esta publicação está inserida dentro do clube literário The Bibliophile Club, em parceria com Imperium by Lyne e A Sofia WorldPodes encontrar o nosso grupo no Facebook aqui se quiseres participar em discussões sobre todas as nossas leituras.


SEGUE-ME NAS REDES SOCIAIS

6 comentários

  1. O tema é de extrema importância e adorei a ideia do desafio *-*
    Em relação à minha escolha, acho que, finalmente, me vou dedicar a ler O Diário de Anne Frank

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer dia tenho mesmo que reler esse livro! Acho que iria ter um impacto ainda maior agora do que teve quando era miúda, nas leituras obrigatórias da escola :)

      Eliminar
  2. Quero e vou participar, até porque autoras é o que não me falta nas estantes! Vai ser um mês muito giro no clube literário 💕
    Eu li o Americanah para a faculdade e gostei, mas não achei nada de monumental. Porém, é bem possível que isso tenha a ver com o facto de eu estar a ler aquilo porque TINHA de ler, e com prazos. Talvez um dia o releia para ver se gosto mais do que da primeira vez 😅
    Beijinhos e boas leituras ♡

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que vais participar. Vi-te a aderir ao grupo no Facebook e fiquei mega contente! Eu ainda não li nada dela, e aproveitei aquele livro porque estava com uma mega promoção na Feira. Vamos ver o que vem dali, eheh.

      Beijinhos Vanessa <3

      Eliminar
  3. Tenho muita curiosidade para ler o "Americanah" mas confesso que sempre que vejo o número de páginas mudo de ideias :/ Boas leituras, vou acompanhar as reviews :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso é que ele está na minha estante desde 2016, ahah. Precisamente por causa do número de páginas. Mas já chega disso, vai ser desta que o vou ler! Obrigada :)

      Eliminar