14.3.18

"The Lunar Chronicles", por Marissa Meyer



Os últimos meses têm sido ocupados a ler a saga de ficção científica The Lunar Chronicles (2012-2015), por Marissa Meyer (Crónicas Lunares em português). Como sabem, 2018 tem sido um pouquinho lento no que toca a leituras. Desde Janeiro já li sete livros, mas dois deles foram para a tese, e embora esteja um bocadinho desiludida, estou a tentar não pensar muito nisso porque a minha cabeça tem estado preocupada com outras coisas. Ainda assim, está na altura de vos falar desta saga fantástica, a minha grande companhia há já algum tempinho, numa espécie de overall review dos quatro livros. 


Nesta história, humanos convivem com cyborgs e androids, havendo também uma espécie nova, semi-fantástica, os lunares - um povo que vive na Lua há séculos e que possui uma espécie de poder bioenergético que lhes permite controlar certas pessoas, humanos e/ou lunares. A rainha Levana, monarca da civilização lunar, pretende estender a sua espécie de ditadura distópica para a Terra, obrigando o príncipe Kai, futuro Emperador de New Beijing, a casar com ela, tendo como objectivo controlar humanos e lunares em conjunto. Entra Cinder, uma cyborg que vive dos seus trabalhos como mecânica, tendo sido adoptada quando tinha 11-12 anos e que é constantemente insultada e alvo de trabalhos árduos por parte da sua mãe adoptiva. 

Lembra-vos alguma coisa? A Cinderella, sim. O que mais me chamou a atenção na saga foi que cada livro nos faz lembrar um dos nossos contos de infância, transformando-os e inserindo-os neste mundo futurístico onde cada personagem feminina principal representa as nossas princesas da Disney. 



O primeiro livro introduz-nos Cinder, aka Cinderella. Obrigada a ser o sustento da família, é vista com ressentimento e rancor pela mãe e irmã mais velha adoptivas por ter sido acolhida pelo pai e marido, que morreu pouco tempo depois da adopção devido a um vírus que se propagou na Terra há já alguns anos, semelhante a uma praga que qualquer um pode apanhar. Um dia, o príncipe Kai aparece na sua oficina de mecânica para reparar um android, e uma relação entre o flirt e a amizade começa entre os dois, acabando por a convidar para o baile anual, qual clássica Cinderella. 

Este primeiro livro acaba por ser a introdução de destaque à personagem principal, Cinder, cujo passado a coloca na mira de Levana, a rainha cruel da Lua que quer conquistar o mundo. É o livro das descobertas, dos primeiros desafios e daquele primeiro desgosto amoroso que parece durar para sempre. Adorei a relação divertida e sem compromissos imediatos que teve com Kai, acabando por se ela, inclusive, a princesa que tenta salvar o príncipe e não ao contrário. 

Comprar: Wook [PT] & Book Depository [ENG]



Scarlet, uma jovem francesa que procura desesperadamente a sua avó, Michelle, acreditando ter sido raptada, enquanto o resto da sua comunidade pensa que ela, simplesmente louca, fugiu. Conhece Wolf, um jovem misterioso, repleto de cicatrizes, cujo comportamento e forma de agir atraem Scarlet, principalmente depois de este prometer ajudá-la a encontrar a sua avó. Ambos acabam também por ir ao encontro de Cinder, pois esta fica a saber que Michelle esteve envolvida na sua operação de humana para cyborg, podendo dar-lhe algumas respostas em relação ao seu passado - e não, não vou dizer mais porque não vos quero spoilar em demasia. 

Embora não tenha sido um dos meus favoritos, adoro a construção da personalidade de Scarlet, sendo extremamente corajosa, sem medos, capaz de fazer tudo por quem ama, enfim, uma verdadeira guerreira. O conto do Capuchinho Vermelho ganha um twist por o lobo mau ser, na verdade, quem ajuda a menina a encontrar a avó, acabando por ser também o interesse amoroso que, por ela, luta contra a sua personalidade e traços negros. 

Comprar: Wook [PT] & Book Depository [ENG]



Cress é lunar, mas tem uma particularidade que a torna detestável aos olhos de Levana: é uma shell, não tendo nascido com os poderes biogenéticos que lhe permitiria manipular e ser manipulada. No entanto, e em vez de ter sido assassinada como qualquer criança com a mesma genética, Cress foi levada para um satélite onde foi mantida durante anos a fio, tendo como trabalho e objectivo ser a hacker de serviço, a espia que consegue entrar em qualquer computador e/ou tecnologia, humana e lunar. Sem ninguém saber, Cress começa a ajudar Cinder na sua aventura contra Levana, que a persegue há já vários meses. A determinada altura nesta história, Cinder e o resto dos seus companheiros prometem salvar Cress, depois de anos encarcerada num satélite, fazendo com que a Rapunzel finalmente saia da sua torre. 

Adoro a dinâmica que existe entre o grupo que está a ajudar Cinder, que se encontram numa nave espacial fora do radar, planeando como agir no primeiro ataque contra Levana. Cress é adorável, a descobrir o mundo para lá do satélite onde esteve presa durante anos, e adorei principalmente a paixão quase infantil e de idolatração que tem por Thorne, um prisioneiro de New Beijing, condenado por furto, que acaba por ajudar também Cinder na sua demanda. 

Comprar: Wook [PT] & Book Depository [ENG]


O último livro fala-nos de Winter, a enteada de Levana, conhecida pela sua beleza inigualável e também pela sua loucura, pois desde pequena que se recusa a usar o tal poder bioenergético que, se não for utilizado frequentemente, leva os lunares à demência. Levana vive obcecada pela beleza de Winter, vivendo para ser a mais bela de todas as mulheres em Luna, com medo que o povo prefira a beleza da princesa em vez da sua. Também Winter acaba por se juntar a Cinder, sendo que neste momento temos a batalha final, a grande revolução que tem por objectivo destronar Levana e acabar com a sua tirania por fim. 

Adorei a escrita e a acção neste último livro, acabando por ser o culminar da grande revolução começada por Cinder de forma quase indirecta, através da perseguição e obsessão de Levana em matá-la. É uma história com final feliz, mas com imensos sacrifícios e perdas pelo caminho, embora eu ache que tenha sido uma saga que terminou de forma perfeita, mantendo-se fiel a todas as personagens e perspectivas. Winter, claramente a Branca de Neve, é uma personagem com a qual não consegui ter muita ligação, mas que foi escrita de maneira brilhante por ser uma adolescente que prefere endoidecer a manipular outras pessoas.

Comprar: Book Depository [ENG]


** Ao comprares estes livros através dos links em cima indicados, estás a ajudar-me a ganhar comissões para ler mais e simultaneamente a ajudar-me com o crescimento do blogue


3 comentários

  1. Confesso que não é o género de leituras que costumo fazer, mas achei particularmente interessante essa associação às princesas da Disney :)
    Excelente review, como sempre, minha querida!

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia o teu blog, mas como comentaste o meu vim espreitar... e agora estou super apaixonada. Adoro a estética, as fotos, tudo, não sei como não conhecia o teu blog!!
    Ainda não comecei a ler esta série, mas tenho os dois primeiros. Espero conseguir ler este ano!
    Beijinhos ♡

    http://acharofioameada.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a entrar lentamente no mundo dos bookstagrams, booktubes, etc. aqui em Portugal, talvez seja por isso que ainda não ouviste falar de mim, ahah. Mas vindo de ti, cujo blogue me deixou completamente derretida, é um grande elogio. Muito obrigada, linda! 😘

      Eliminar

Latest Instagrams

© by the library. Design by FCD.