28.3.18

Ponte Romana de Chaves

Chaves, Portugal

Infelizmente, tudo o que é bom acaba depressa. As nossas férias a Chaves já terminaram e deixaram-nos de coração cheio, com vontade de ficar lá mais alguns dias (ou semanas). Quero falar-vos um pouquinho sobre as principais atracções de uma das cidades mais bonitas de Trás-Os-Montes, embora seja suspeita porque, enfim, tenho família lá e passei muitas férias lá em cima. Hoje, no entanto, trago-vos a ponte mais bonita. A ponte das paisagens, entregue ao rio. A Ponte Romana de Chaves.

27.3.18

MOVIE 36 // Wrap Up de Março

black panther - three billboards - lady bird - shape of water

Já podia ter feito a publicação do MOVIE 36 logo no início do mês, pela altura dos Óscares, mas com a organização das minhas férias a Chaves e uma pequenina vontade de procrastinar, lá fui adiando até chegarmos ao final de Março sem nada deste projecto. Este mês trago-vos tudo num pequeno resumo, em vez da publicação individual que já é habitual no blogue, e não sei se os próximos meses não serão assim também. Sem mais demoras, deixem-me falar-vos dos filmes de Março, cujas histórias abordam, fundamentalmente, a representatividade no cinema.   

17.3.18

Em direcção a...



... ChavesQuando estiverem a ler isto, provavelmente já estaremos na estrada, a caminho do nosso primeiro destino de 2018 para umas férias de puro descanso... no Norte! Chaves é uma cidade que estava na nossa bucket list há imenso tempo, por ser a cidade onde a minha avó materna nasceu e cresceu, e também por ser uma cidade lindíssima, com um grande valor a nível de património e pela sua história. Apesar de já lá ter ido várias vezes, vai ser a primeira vez do Daniel e não podia estar mais entusiasmada. O facto de ser mesmo junto à fronteira com Espanha, puro Trás-os-Montes, não nos assusta nada! Estamos mais do que preparados. Por isso mesmo... Até já!

14.3.18

REVIEWS #4 // The Lunar Chronicles, por Marissa Meyer



Os últimos meses têm sido ocupados a ler a saga de ficção científica The Lunar Chronicles (2012-2015), por Marissa Meyer (Crónicas Lunares em português). Como sabem, 2018 tem sido um pouquinho lento no que toca a leituras. Desde Janeiro já li sete livros, mas dois deles foram para a tese, e embora esteja um bocadinho desiludida, estou a tentar não pensar muito nisso porque a minha cabeça tem estado preocupada com outras coisas. Ainda assim, está na altura de vos falar desta saga fantástica, a minha grande companhia há já algum tempinho, numa espécie de overall review dos quatro livros. 

8.3.18

O Poder da Representação e a Importância das Heroínas na Ficção



Adoro o poder que a ficção tem para influenciar como nos estamos a sentir no momento. Várias histórias já me deixaram deprimida, irritada, confiante, bonita, divertida, melancólica, enfim. O poder dos livros e do cinema é mesmo esse, de nos dar uma escapatória para outro lado, ao mesmo tempo que nos faz aceitar melhor a realidade em que vivemos. Para mim, enquanto jovem adulta e mulher, as histórias sobre mulheres que revolucionaram alguma coisa, nem que seja o meu mundo, foram das mais importantes que tive na vida, as que mais me influenciaram.

É sobre isso que quero falar hoje, no Dia Internacional da Mulher. No poder da representação e quando as heroínas das nossas histórias de infância nos dão super-poderes para sobreviver a tudo. 


28.3.18

Ponte Romana de Chaves

Chaves, Portugal

Infelizmente, tudo o que é bom acaba depressa. As nossas férias a Chaves já terminaram e deixaram-nos de coração cheio, com vontade de ficar lá mais alguns dias (ou semanas). Quero falar-vos um pouquinho sobre as principais atracções de uma das cidades mais bonitas de Trás-Os-Montes, embora seja suspeita porque, enfim, tenho família lá e passei muitas férias lá em cima. Hoje, no entanto, trago-vos a ponte mais bonita. A ponte das paisagens, entregue ao rio. A Ponte Romana de Chaves.

27.3.18

MOVIE 36 // Wrap Up de Março

black panther - three billboards - lady bird - shape of water

Já podia ter feito a publicação do MOVIE 36 logo no início do mês, pela altura dos Óscares, mas com a organização das minhas férias a Chaves e uma pequenina vontade de procrastinar, lá fui adiando até chegarmos ao final de Março sem nada deste projecto. Este mês trago-vos tudo num pequeno resumo, em vez da publicação individual que já é habitual no blogue, e não sei se os próximos meses não serão assim também. Sem mais demoras, deixem-me falar-vos dos filmes de Março, cujas histórias abordam, fundamentalmente, a representatividade no cinema.   

17.3.18

Em direcção a...



... ChavesQuando estiverem a ler isto, provavelmente já estaremos na estrada, a caminho do nosso primeiro destino de 2018 para umas férias de puro descanso... no Norte! Chaves é uma cidade que estava na nossa bucket list há imenso tempo, por ser a cidade onde a minha avó materna nasceu e cresceu, e também por ser uma cidade lindíssima, com um grande valor a nível de património e pela sua história. Apesar de já lá ter ido várias vezes, vai ser a primeira vez do Daniel e não podia estar mais entusiasmada. O facto de ser mesmo junto à fronteira com Espanha, puro Trás-os-Montes, não nos assusta nada! Estamos mais do que preparados. Por isso mesmo... Até já!

14.3.18

REVIEWS #4 // The Lunar Chronicles, por Marissa Meyer



Os últimos meses têm sido ocupados a ler a saga de ficção científica The Lunar Chronicles (2012-2015), por Marissa Meyer (Crónicas Lunares em português). Como sabem, 2018 tem sido um pouquinho lento no que toca a leituras. Desde Janeiro já li sete livros, mas dois deles foram para a tese, e embora esteja um bocadinho desiludida, estou a tentar não pensar muito nisso porque a minha cabeça tem estado preocupada com outras coisas. Ainda assim, está na altura de vos falar desta saga fantástica, a minha grande companhia há já algum tempinho, numa espécie de overall review dos quatro livros. 

8.3.18

O Poder da Representação e a Importância das Heroínas na Ficção



Adoro o poder que a ficção tem para influenciar como nos estamos a sentir no momento. Várias histórias já me deixaram deprimida, irritada, confiante, bonita, divertida, melancólica, enfim. O poder dos livros e do cinema é mesmo esse, de nos dar uma escapatória para outro lado, ao mesmo tempo que nos faz aceitar melhor a realidade em que vivemos. Para mim, enquanto jovem adulta e mulher, as histórias sobre mulheres que revolucionaram alguma coisa, nem que seja o meu mundo, foram das mais importantes que tive na vida, as que mais me influenciaram.

É sobre isso que quero falar hoje, no Dia Internacional da Mulher. No poder da representação e quando as heroínas das nossas histórias de infância nos dão super-poderes para sobreviver a tudo. 


© by the library. Design by FCD.