22.8.17

o meu corpo e as minhas roupas pertencem-me


Há certas pessoas capazes de nos inspirar a escrever sobre assuntos importantes. Como vocês bem sabem, o projecto BEAUTY BEYOND SIZE continua activo e a receber participações de várias bloggers. Contudo, foi este texto maravilhoso da Carolayne que me incitou a escrever sobre o mesmo tema que ela: o poder que uma peça de roupa tem na nossa vida.


Nunca fui o tipo de pessoa capaz de ceder a comentários pejorativos acerca do meu corpo, deixando de usar certos tipos de roupa por causa do que me podem dizer sobre o meu aspecto. Ainda assim, houve sempre momentos onde não me senti assim, pois todos nós sabemos que a auto-estima não é algo constante e sistemático, tendo na verdade bastantes altos e baixos, e eu falo sobre isso no meu testemunho de amor-próprio, também dentro deste projecto.

Ora, quando era mais nova e ainda não sabia o que era a maldade infantil, usava o que bem me apetecia: vestidos, saias, calções. Quando comecei a ouvir os primeiros comentários carregados de humilhação, começou a minha fase onde me escondia em roupas largas e pouco femininas. A minha fase rock-punk-emo foi a forma de me esconder no eyeliner preto, nas luvas em rede e nas caveiras que representavam um lado escondido onde me sentia à vontade no meu próprio corpo.

Há um ano atrás, de manhã, estava a passear na rua com um vestido estampado às flores. Uma senhora aproximou-se de mim e perguntou-me se eu estava a tomar cortisona, uma hormona conhecida por fazer as pessoas engordarem. Assim, do nada. E, quando lhe disse que não, começou a falar sobre como tinha engordado desde a última vez que me tinha visto e que não ficava nada bem assim.

O texto que mencionei acima era sobre como não me amo, mas quero muito amar-me. Às vezes, no entanto, é bom parecermos confiantes e fingir que nos amamos, independentemente do quanto estas palavras nos possam magoar. Depois de muitos anos a ignorar comentários, rir sem graça ou até a concordar com certos conselhos que me davam, olhei para esta senhora e dei-lhe a resposta mais natural que consegui: "Já parou para pensar que se calhar me sinto bem assim?" Ninguém está preparado para isto, garanto-vos. Ela deu-me um sorriso nervoso, engasgou-se umas quantas vezes e foi embora. Nunca mais me voltou a chatear desde então.

Quando este tipo de comentários aparecem, 90% das vezes estou a usar roupa justa que mostra o meu corpo tal e qual como ele é. E o acto de comprar roupa passou a estar inteiramente associado com todos, todos, todos os comentários que ouvi relacionados com uns calções que mostram celulite, um macacão que mostra a minha barriga. A palavra dos outros é mais forte do que qualquer tipo de roupa. Com ela vem toda a falta de auto-estima, depreciação e negativismo.

O nosso corpo não é perfeito; nem mesmo o estereótipo que a sociedade impôs é perfeito. O meu corpo também não é saudável. Mas a partir do momento em que passei a desligar-me dos comentários que me faziam tão mal, a roupa passou a ser aquilo que sempre deveria ter sido: uma fonte de bem-estar, conforto, positivismo, auto-estima.

É o meu corpo. A minha roupa. O meu amor-próprio.
Ninguém tem o direito de mexer nisso a não ser eu mesma.



If you want to hide your body and whatever's making you feel bad, that's fine.
If you want to show your body without hiding anything at all, that's fine too.
We can all wear bikinis, swimsuits, shorts, skirts, dresses.
We don't have to wear clothes that transform us into another shape, if we don't want to.
Our body belongs to ourselves and no one else.
Wear whatever the hell you want.
Love yourselves everyday.

3 comentários

  1. Oh, Sónia, nem sabes o quão grata e feliz me sinto por saber que te inspirei a este ponto!

    Que texto tão complementar e profundo. Ver que utilizaste a escrita para expressar esses sentimentos tão pesados e essa vivência, é muito inspirador! E a resposta que deste à senhora foi muito bem dada!

    Que essa evolução continue para o melhor! Beijo grande,

    LYNE

    ResponderEliminar
  2. És mesmo linda, admiro tanto a tua força <3

    Beijinhos!
    Marta

    ResponderEliminar
  3. Adorei conhecer o teu projeto, é importante que se fale destes assuntos.
    Beijinhos :)
    Segui o blog.
    https://dailyvlife.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Latest Instagrams

© by the library. Design by FCD.