Slider

12.11.18

"O coração de Simon contra o mundo" | Becky Albertalli

Creekwood, Atlanta GA, EUA



Acho que este ano foi dedicado a Becky Albertalli no que diz respeito a livros young adult. Pelo menos, é essa a percepção que tenho, não só pelos livros publicados este ano, mas também aqueles que voltaram a ganhar popularidade com adaptações cinematográficas. O Coração de Simon Contra o Mundo (2015) é um livro bastante popular na comunidade literária. Já desde o seu lançamento que tinha o livro na minha estante de livros que quero ler no futuro, no Goodreads, mas sempre o conheci pelo nome original em inglês, Simon vs. The Homo Sapiens Agenda, que combina muito mais com a história do que a tradução para português (mas pronto). Contudo, só este Verão é que tive oportunidade de o ler, depois de os meus amigos o terem oferecido no meu aniversário em Maio. 

Esta review é uma daquelas que ficou por publicar durante a pausa dedicada à tese e contém spoilers mínimos. Não anuncio quem é o amorzão do Simon, mas falo de forma geral sobre a história. Ficou o aviso.

9.11.18

3 séries para quem gosta de magia e outros bruxedos



Hello, a vossa nerd apaixonada por fantasia voltou para animar a malta. Tenho aproveitado para descansar depois do bicho papão da tese (a sério, eventualmente tenho que parar de referir isto, parece que se tornou num segundo nome e já chega) e isso implica, obviamente, ver as minhas predilectas séries de televisão.

Então, trago-vos hoje três novas séries do género fantástico, mas com um pequeno twist: bruxaria. Magia. Feiticeiras. Já vos conquistei? Se sim, continuem a ler comigo. 

7.11.18

Ler em Portugal é caro? Os preços actuais e a Síndrome do Livro em Inglês



Um dia, no meio de uma conversa apaixonada sobre os meus livros e as colecções que já tenho nas minhas estantes, o meu namorado perguntou-me directamente se não tinha pena de ter tantos livros em inglês. Porque raio é que haveria de ter pena?!, foi essa a primeira reacção que tive, pois achava tal questão verdadeiramente sem sentido. Mas depois comecei a pensar (às vezes sou famosa por isso) e percebi onde é que ele queria chegar. Porque, no meu caso, ler em inglês passou a ser mais uma questão de sobrevivência do que uma opção ou uma escolha. E se pensarmos bem nisso, bem... É um pouco triste. 

23.10.18

"To all the Boys I've Loved Before" | Jenny Han

Portland, Oregon, EUA


Assim que planeei voltar ao blogue, soube que falar sobre esta trilogia era uma prioridade. Porque, amiguinhos, se houve coisa que me deixou completamente obcecada este Verão, foi definitivamente a história de amor entre Lara Jean e Peter Kavinsky. "To all the Boys I've Loved Before" não é uma novidade na blogosfera - muito menos na literária - mas é, ainda assim, algo que vai ficar registado no meu cantinho, expectations be damned. 

Esta review vai ser uma opinião dos três livros, "P.S. I Still Love You" e "Always and Forever, Lara Jean" incluídos. Se, por algum milagre ou escolhas de vida, ainda não leram nenhum dos três ou apenas o primeiro, lamento informar que esta review vai conter spoilers. Se não quiserem saber ou estiverem incluídos no grupo de pessoas que viciou no Kavinsky, continuem comigo. 

15.10.18

Já chega desse desprezo para com os gostos literários dos outros



Ir para a universidade estudar literatura foi uma experiência única para mim, tanto pelas coisas boas, como as más. Um dos maiores ensinamentos que me deu foi a certeza de que o preconceito existe em todo o lado, até mesmo nas áreas que são a nossa zona de conforto. Ali, no meio de académicos e estudantes, conheci o desprezo pela literatura que não é literatura, abordando certos livros que consideravam engraçados mas não eram considerados livros "a sério". É um pouco sobre isso que quero falar hoje. Se já sentiram isto em primeira mão, continuem a ler comigo. 

12.10.18

Quatro meses depois, o blogue está de volta (e eu também)



Enquanto escrevo isto, não consigo deixar de sentir uma espécie de alívio quase gutural por finalmente voltar ao blogue. Outubro é um dos meus meses favoritos. A descida das temperaturas, as primeiras folhas a cair e, por norma, as primeiras chuvas. Esta semana fiquei com frio, pela primeira vez em quatro meses, dentro de casa. Tive que ir buscar meias e, inclusive, enquanto escrevo isto, estou aconchegada no meu primeiro casaco da estação. Acho que esta descrição descreve um pouco como me estou a sentir: confortada. 

Por voltar. E por estar no princípio do fim. 

19.6.18

Life Update



Por aqui, eu bem sei, tem estado tudo muito parado. A culpa é minha - eu sei, eu sei, eu sei - mas prometo que é por uma boa razão. Não queria propriamente fazer uma pausa ~oficial~ do By the Library, mas não queria deixar de vos explicar a vocês, leitores, o que se está a passar cá deste lado. E a verdade é que é tudo demasiado simples. Por isso, aqui vai o update de blogger pseudo professional com uma mensagem secreta pelo meio... Desculpem. 

12.11.18

"O coração de Simon contra o mundo" | Becky Albertalli

Creekwood, Atlanta GA, EUA



Acho que este ano foi dedicado a Becky Albertalli no que diz respeito a livros young adult. Pelo menos, é essa a percepção que tenho, não só pelos livros publicados este ano, mas também aqueles que voltaram a ganhar popularidade com adaptações cinematográficas. O Coração de Simon Contra o Mundo (2015) é um livro bastante popular na comunidade literária. Já desde o seu lançamento que tinha o livro na minha estante de livros que quero ler no futuro, no Goodreads, mas sempre o conheci pelo nome original em inglês, Simon vs. The Homo Sapiens Agenda, que combina muito mais com a história do que a tradução para português (mas pronto). Contudo, só este Verão é que tive oportunidade de o ler, depois de os meus amigos o terem oferecido no meu aniversário em Maio. 

Esta review é uma daquelas que ficou por publicar durante a pausa dedicada à tese e contém spoilers mínimos. Não anuncio quem é o amorzão do Simon, mas falo de forma geral sobre a história. Ficou o aviso.

9.11.18

3 séries para quem gosta de magia e outros bruxedos



Hello, a vossa nerd apaixonada por fantasia voltou para animar a malta. Tenho aproveitado para descansar depois do bicho papão da tese (a sério, eventualmente tenho que parar de referir isto, parece que se tornou num segundo nome e já chega) e isso implica, obviamente, ver as minhas predilectas séries de televisão.

Então, trago-vos hoje três novas séries do género fantástico, mas com um pequeno twist: bruxaria. Magia. Feiticeiras. Já vos conquistei? Se sim, continuem a ler comigo. 

7.11.18

Ler em Portugal é caro? Os preços actuais e a Síndrome do Livro em Inglês



Um dia, no meio de uma conversa apaixonada sobre os meus livros e as colecções que já tenho nas minhas estantes, o meu namorado perguntou-me directamente se não tinha pena de ter tantos livros em inglês. Porque raio é que haveria de ter pena?!, foi essa a primeira reacção que tive, pois achava tal questão verdadeiramente sem sentido. Mas depois comecei a pensar (às vezes sou famosa por isso) e percebi onde é que ele queria chegar. Porque, no meu caso, ler em inglês passou a ser mais uma questão de sobrevivência do que uma opção ou uma escolha. E se pensarmos bem nisso, bem... É um pouco triste. 

23.10.18

"To all the Boys I've Loved Before" | Jenny Han

Portland, Oregon, EUA


Assim que planeei voltar ao blogue, soube que falar sobre esta trilogia era uma prioridade. Porque, amiguinhos, se houve coisa que me deixou completamente obcecada este Verão, foi definitivamente a história de amor entre Lara Jean e Peter Kavinsky. "To all the Boys I've Loved Before" não é uma novidade na blogosfera - muito menos na literária - mas é, ainda assim, algo que vai ficar registado no meu cantinho, expectations be damned. 

Esta review vai ser uma opinião dos três livros, "P.S. I Still Love You" e "Always and Forever, Lara Jean" incluídos. Se, por algum milagre ou escolhas de vida, ainda não leram nenhum dos três ou apenas o primeiro, lamento informar que esta review vai conter spoilers. Se não quiserem saber ou estiverem incluídos no grupo de pessoas que viciou no Kavinsky, continuem comigo. 

15.10.18

Já chega desse desprezo para com os gostos literários dos outros



Ir para a universidade estudar literatura foi uma experiência única para mim, tanto pelas coisas boas, como as más. Um dos maiores ensinamentos que me deu foi a certeza de que o preconceito existe em todo o lado, até mesmo nas áreas que são a nossa zona de conforto. Ali, no meio de académicos e estudantes, conheci o desprezo pela literatura que não é literatura, abordando certos livros que consideravam engraçados mas não eram considerados livros "a sério". É um pouco sobre isso que quero falar hoje. Se já sentiram isto em primeira mão, continuem a ler comigo. 

12.10.18

Quatro meses depois, o blogue está de volta (e eu também)



Enquanto escrevo isto, não consigo deixar de sentir uma espécie de alívio quase gutural por finalmente voltar ao blogue. Outubro é um dos meus meses favoritos. A descida das temperaturas, as primeiras folhas a cair e, por norma, as primeiras chuvas. Esta semana fiquei com frio, pela primeira vez em quatro meses, dentro de casa. Tive que ir buscar meias e, inclusive, enquanto escrevo isto, estou aconchegada no meu primeiro casaco da estação. Acho que esta descrição descreve um pouco como me estou a sentir: confortada. 

Por voltar. E por estar no princípio do fim. 

19.6.18

Life Update



Por aqui, eu bem sei, tem estado tudo muito parado. A culpa é minha - eu sei, eu sei, eu sei - mas prometo que é por uma boa razão. Não queria propriamente fazer uma pausa ~oficial~ do By the Library, mas não queria deixar de vos explicar a vocês, leitores, o que se está a passar cá deste lado. E a verdade é que é tudo demasiado simples. Por isso, aqui vai o update de blogger pseudo professional com uma mensagem secreta pelo meio... Desculpem. 

Latest Instagrams

© by the library. Design by FCD.