28.11.17

Fantasia... Um Amor Até aos 90 Anos



Lembro-me como se fosse ontem: a expectativa, o coração a bater rápido à medida que a hora de abrir os presentes se aproximava. Nunca era realmente à meia-noite, porque ninguém aguentava até essa hora, principalmente com as minhas perguntas incessantes. Os Natais passaram a ser diferentes depois de receber o primeiro livro - já sabia que nesse pacote cuidadosamente embrulhado da Bertrand encontrava-se a minha próxima aventura. O meu primeiro amor no género fantástico.



25.11.17

REVIEWS #2 // "Throne of Glass", por Sarah J. Maas



Depois do quão apaixonada fiquei com a saga A Court of Thrones and Roses (2015), obviamente tive que ir procurar outros livros da mesma escritora que já tem um lugar muito especial no meu coração, Sarah J. Maas. Confesso que achei automaticamente difícil haver outra série de livros dela pela qual eu me conseguisse viciar tão facilmente como foi com ACOTAR, mas depois de algumas semanas em modo hangover, onde ressaquei e ressaquei ao ver fanart da saga no Pinterest e no Tumblr (sou muito nerd, eu sei), finalmente entreguei-me a Throne of Glass (2012)

Não foi nada do que eu estava à espera, tenho que admitir. O que, ao mesmo tempo, foi bom e mau.


24.11.17

SÉRIES // Mindhunter (2017), das séries que arrepiam


20.11.17

LIVROS // 4 Clássicos da Literatura que toda a gente adora e eu... Detesto



Alguém me vai matar. Em minha própria defesa, tenho que vos dizer que é mesmo muito difícil para mim não gostar de um livro. Sou o tipo de pessoa que consegue arranjar sempre algo positivo a dizer sobre uma obra, admitindo que se não foi do meu agrado é apenas natural, porque não podemos gostar todos de amarelo (já agora, gosto muito de amarelo). 

16.11.17

tenho saudades do que era ser blogger antigamente...


Embora o By the Library seja relativamente novo na comunidade - muito mais do que o SHE WRITES, nome antigo do blogue, antes de o remodelar há sensivelmente três meses atrás, a verdade é que faço parte do blogging world desde os meus 13 anos, altura em que fiz o meu primeiro blogue, uma página sem jeito nenhum onde escrevia poemas pirosos que tinham obrigatoriamente que rimar verso sim, verso não. 

É talvez por ter vindo a acompanhar o desenvolvimento daquilo que é ser blogger, que sinto toda uma nostalgia pelo antigamente, sentindo que este mundo perdeu parte do seu encanto - e que cabe a nós, bloggers que ainda acreditam neste pedacinho virtual, revitalizar e reconstruir as noções que têm surgido nos últimos tempos.

14.11.17

LIVROS // Rupi Kaur: Poesia que me chega ao coração



Follow my blog with Bloglovin

Quando li Comer, Orar, Amar (2010) de Elizabeth Gilbert pela primeira vez foi, na altura, um livro necessário e que me permitiu crescer, passando a ser um dos meus livros mais queridos. Mais tarde, na universidade, emprestei-o a uma amiga minha e sei que ela não achou o livro nada de especial. Não me admirei, pois acredito que há certos livros que têm o seu impacto em alturas específicas das nossas vidas, enquanto que se os lêssemos noutra altura, não teriam o mesmo significado. 

Tendo em conta as opiniões variadas que tenho lido em relação a Rupi Kaur e a sua escrita, não me admira que a sua poesia seja algo semelhante ao impacto que o livro de Elizabeth Gilbert teve em mim, enquanto que com outros não transmite absolutamente nada. Só vos consigo dizer que todos os seus poemas me chegam ao coração, parecendo encaixar na altura certa.


7.11.17

Feltros da Deia: Inauguração da Lojinha para Crianças

Montemor-O-Novo

Quem me lê desde a criação do SHE WRITES, talvez se lembre também do giveaway que organizei por altura do Dia da Mãe com a Andreia, que na altura tinha apenas uma página no Facebook onde vendia as suas criações em feltro e tecido. É com muito orgulho e muuuuita alegria que vos digo que o que começou como um pequeno negócio denominado Feltros da Deia subiu a fasquia! Pois é, foi no fim-de-semana passado que a Andreia inaugurou a sua loja em Montemor-O-Novo e claro que estive lá para vos contar tudo. 

2.11.17

Favoritos de Outubro


... No mundo ficcional, claro. Embora já saibam porque é que tenho andado ausente aqui pelo blogue, a verdade é que me tenho entregado à ficção como forma de fugir à realidade. Tenho lido muito, visto imensas séries e até um filme (sim, um filme!, pois é cada vez mais raro para mim vê-los, preferindo muito mais séries). Acho que é a altura ideal para vos falar dos meus favoritos deste mês, tudo a nível ficcional, tal como eu gosto.

28.11.17

Fantasia... Um Amor Até aos 90 Anos



Lembro-me como se fosse ontem: a expectativa, o coração a bater rápido à medida que a hora de abrir os presentes se aproximava. Nunca era realmente à meia-noite, porque ninguém aguentava até essa hora, principalmente com as minhas perguntas incessantes. Os Natais passaram a ser diferentes depois de receber o primeiro livro - já sabia que nesse pacote cuidadosamente embrulhado da Bertrand encontrava-se a minha próxima aventura. O meu primeiro amor no género fantástico.



25.11.17

REVIEWS #2 // "Throne of Glass", por Sarah J. Maas



Depois do quão apaixonada fiquei com a saga A Court of Thrones and Roses (2015), obviamente tive que ir procurar outros livros da mesma escritora que já tem um lugar muito especial no meu coração, Sarah J. Maas. Confesso que achei automaticamente difícil haver outra série de livros dela pela qual eu me conseguisse viciar tão facilmente como foi com ACOTAR, mas depois de algumas semanas em modo hangover, onde ressaquei e ressaquei ao ver fanart da saga no Pinterest e no Tumblr (sou muito nerd, eu sei), finalmente entreguei-me a Throne of Glass (2012)

Não foi nada do que eu estava à espera, tenho que admitir. O que, ao mesmo tempo, foi bom e mau.


24.11.17

SÉRIES // Mindhunter (2017), das séries que arrepiam


20.11.17

LIVROS // 4 Clássicos da Literatura que toda a gente adora e eu... Detesto



Alguém me vai matar. Em minha própria defesa, tenho que vos dizer que é mesmo muito difícil para mim não gostar de um livro. Sou o tipo de pessoa que consegue arranjar sempre algo positivo a dizer sobre uma obra, admitindo que se não foi do meu agrado é apenas natural, porque não podemos gostar todos de amarelo (já agora, gosto muito de amarelo). 

16.11.17

tenho saudades do que era ser blogger antigamente...


Embora o By the Library seja relativamente novo na comunidade - muito mais do que o SHE WRITES, nome antigo do blogue, antes de o remodelar há sensivelmente três meses atrás, a verdade é que faço parte do blogging world desde os meus 13 anos, altura em que fiz o meu primeiro blogue, uma página sem jeito nenhum onde escrevia poemas pirosos que tinham obrigatoriamente que rimar verso sim, verso não. 

É talvez por ter vindo a acompanhar o desenvolvimento daquilo que é ser blogger, que sinto toda uma nostalgia pelo antigamente, sentindo que este mundo perdeu parte do seu encanto - e que cabe a nós, bloggers que ainda acreditam neste pedacinho virtual, revitalizar e reconstruir as noções que têm surgido nos últimos tempos.

14.11.17

LIVROS // Rupi Kaur: Poesia que me chega ao coração



Follow my blog with Bloglovin

Quando li Comer, Orar, Amar (2010) de Elizabeth Gilbert pela primeira vez foi, na altura, um livro necessário e que me permitiu crescer, passando a ser um dos meus livros mais queridos. Mais tarde, na universidade, emprestei-o a uma amiga minha e sei que ela não achou o livro nada de especial. Não me admirei, pois acredito que há certos livros que têm o seu impacto em alturas específicas das nossas vidas, enquanto que se os lêssemos noutra altura, não teriam o mesmo significado. 

Tendo em conta as opiniões variadas que tenho lido em relação a Rupi Kaur e a sua escrita, não me admira que a sua poesia seja algo semelhante ao impacto que o livro de Elizabeth Gilbert teve em mim, enquanto que com outros não transmite absolutamente nada. Só vos consigo dizer que todos os seus poemas me chegam ao coração, parecendo encaixar na altura certa.


7.11.17

Feltros da Deia: Inauguração da Lojinha para Crianças

Montemor-O-Novo

Quem me lê desde a criação do SHE WRITES, talvez se lembre também do giveaway que organizei por altura do Dia da Mãe com a Andreia, que na altura tinha apenas uma página no Facebook onde vendia as suas criações em feltro e tecido. É com muito orgulho e muuuuita alegria que vos digo que o que começou como um pequeno negócio denominado Feltros da Deia subiu a fasquia! Pois é, foi no fim-de-semana passado que a Andreia inaugurou a sua loja em Montemor-O-Novo e claro que estive lá para vos contar tudo. 

2.11.17

Favoritos de Outubro


... No mundo ficcional, claro. Embora já saibam porque é que tenho andado ausente aqui pelo blogue, a verdade é que me tenho entregado à ficção como forma de fugir à realidade. Tenho lido muito, visto imensas séries e até um filme (sim, um filme!, pois é cada vez mais raro para mim vê-los, preferindo muito mais séries). Acho que é a altura ideal para vos falar dos meus favoritos deste mês, tudo a nível ficcional, tal como eu gosto.

© by the library. Design by FCD.