13.2.17

SHE FOR SHE #1: Meet Mommy


Para quem não sabe, iniciei uma nova rubrica aqui no blogue denominada SHE FOR SHE. O objectivo é contar a história de uma pessoa do sexo feminino, mostrar que todas as mulheres merecem ser celebradas, nem que seja através de algo tão simples quanto uma sessão fotográfica, uma troca de palavras.


A primeira pessoa que escolhi, obviamente, foi a minha mãe. SHE FOR SHE, na sua tradução, apela a uma dedicação de ela para ela, uma dedicação que, de uma maneira ou de outra, a minha mãe sempre tentou arranjar para mim. Sempre fomos uma mãe&filha muito peculiares, com uma relação muito distinta mas sempre muito sentida. Nunca fui muito boa a expressar-me oralmente, mas sempre consegui comunicar melhor através das palavras. Enquanto escritora, muitas vezes considerei aquilo que escrevo como uma maneira de chegarem ao meu coração, um género de presente para quem tem tantas dificuldades em compreender-me no dia-a-dia (acreditem, feitio lixado!).


Embora este projecto tenha como grande resolução mostrá-las a elas, ao bom que elas têm, à beleza que sempre tiveram e muitas vezes não conseguiram ver, esta primeira publicação é uma forma da minha mãe conseguir perceber o quão importante e bonita ela é através dos meus olhos, seja através do que consegui captar nas fotografias que lhe tirei, seja na construção daquilo que captei da nossa conversa





13.2.17

SHE FOR SHE #1: Meet Mommy


Para quem não sabe, iniciei uma nova rubrica aqui no blogue denominada SHE FOR SHE. O objectivo é contar a história de uma pessoa do sexo feminino, mostrar que todas as mulheres merecem ser celebradas, nem que seja através de algo tão simples quanto uma sessão fotográfica, uma troca de palavras.


A primeira pessoa que escolhi, obviamente, foi a minha mãe. SHE FOR SHE, na sua tradução, apela a uma dedicação de ela para ela, uma dedicação que, de uma maneira ou de outra, a minha mãe sempre tentou arranjar para mim. Sempre fomos uma mãe&filha muito peculiares, com uma relação muito distinta mas sempre muito sentida. Nunca fui muito boa a expressar-me oralmente, mas sempre consegui comunicar melhor através das palavras. Enquanto escritora, muitas vezes considerei aquilo que escrevo como uma maneira de chegarem ao meu coração, um género de presente para quem tem tantas dificuldades em compreender-me no dia-a-dia (acreditem, feitio lixado!).


Embora este projecto tenha como grande resolução mostrá-las a elas, ao bom que elas têm, à beleza que sempre tiveram e muitas vezes não conseguiram ver, esta primeira publicação é uma forma da minha mãe conseguir perceber o quão importante e bonita ela é através dos meus olhos, seja através do que consegui captar nas fotografias que lhe tirei, seja na construção daquilo que captei da nossa conversa





© by the library. Design by FCD.